Skáldskaparmál 1 – 4 (Edda em Prosa)

Estou começando a disponibilizar no blog o material que tenho guardado em HD. Para a leitura dos Eddas (Edda, nome próprio feminino; coleção de poemas antigos nórdicos do começo do século XIII) é interessante o uso do google tradutor, pois aqui temos desde termos em inglês, islandês até húngaro e sueco. Divirtam-se!

Skáldskaparmál (Linguagem da Poesia) é a terceira parte da Edda em Prosa de Snorri Sturlusson e consiste de um diálogo entre o jötunn (gigante) Ægir e Bragi,o Deus poeta. Bragi ensina os significados dos kenningar (teorias) sobre várias coisas usadas na mitologia e na arte poética dos escaldos para Ægir.

Skáldskaparmál 01-04

Aegir
Aegir

01-Ægir viaja para Ásgarðr.

Um certo homem era chamado Ægir ou Hlér. Ele habitava sobre a ilha que é chamada Hlésey (Læsso) e era profundamente versado em magia. Ele tomou o caminho para Ásgarðr, mas o Æsir já tinha previsão de sua jornada e ele foi recebido com alegria, todavia muitas coisas foram mostradas através da mágica ilusória. No entardecer, quando era a hora de beber, Óðinn tinha espadas tão brilhantes no salão que a luz irradiava delas e nenhuma outra iluminação era usada enquanto eles se sentavam para beber. Então os Æsir tinham instituído o banquete, e nas altas cadeiras se sentavam os doze Æsir que eram designados para serem juízes e esses eram seus nomes: Þórr, Njörðr, Freyr, Týr, Heimdallr, Bragi, Viðarr, Váli, Ullr, Hoenir, Forseti, Loki; e da mesma maneira as Ásynjur: Frigg, Freyja, Gefjun, Iðunn, Gerðr, Sigyn, Fulla, Nanna. Era glorioso para Ægir olhar sobre tudo isso no salão: os revestimentos eram todos suspensos com belos escudos. Havia também um forte hidromel e era bebido em grandes goles. O homem sentado próximo a Ægir era Bragi, e eles tomaram juntos parte na bebida e na conversa Bragi contou a Ægir muitas novidades que tinha acontecido entre os Æsir.

02-O jötunn Þjazi rapta Iðunn.

Ele começou a estória no ponto onde três dos Æsir, Óðinn, Loki e Hoenir partiram do lar, e
foram andar sobre as montanhas e desertos, e a comida era difícil de encontrar. Mas quando
eles chegaram a um certo vale, eles viram um rebanho de bois, e pegaram um deles, e o
colocou para cozinhar. Mas, quando eles pensaram que já devia estar cozinhado, eles
apagaram o fogo e viram que não estava cozinhado. Uma segunda vez depois de um certo
tempo, eles viram que ainda não tinha sido cozinhado. Eles foram se aconselhar juntos e
perguntavam um ao outro como isso poderia acontecer.
Então eles ouviram uma voz saindo do carvalho acima deles, declarando que ele que se
sentava ali disse que tinha causado a falta de virtude no fogo. Eles olharam para lá e ali se
sentava uma águia; e não era pequena.
Então a águia disse: “Se vocês me alimentarem com o boi, então ele cozinhará no fogo.”
Eles consentiram. Então ele flutuou da árvore e desceu para o fogo, e em seguida, primeiro
tomou para si muitas coxas do boi, e ambos os ombros.
Então Loki ficou furioso, agarrou uma vareta grande, brandiu com toda sua força, e a
conduziu no corpo da águia. A águia saltou violentamente com o bater das asas e voou, de
forma que a vareta ficou presa nas costas da águia, e a mão de Loki estava na outra
extremidade da vareta. A águia voou tão alto que os pés de Loki batiam contra as
montanhas, montões de pedra e árvores, e ele pensou que seus braços seriam cortados fora
de seus ombros. Ele berrou alto, pedindo a águia urgentemente por paz; mas a águia declarou
que Loki nunca seria solto, a menos que ele lhe desse a promessa de induzir Iðunn para que
saísse de Ásgarðr com suas maçãs. Loki consentiu, e sendo imediatamente solto, foi até seus
companheiros; e nada mais é contado de sua jornada, até que eles tinham chegado ao lar.
Mas no tempo marcado Loki atraiu Iðunn para fora de Ásgarðr em um certo
bosque, dizendo que ele tinha encontrado tais maçãs que pareciam como as dela e de grande
virtude, e rogou que ela estivesse com as suas maçãs para as comparar com aquelas. Então
Þjazi o jötunn veio ali em forma de águia e levou Iðunn e voou embora com ela, para
Þrymheimr, o seu domicílio.

03-Loki obtém Iðunn e Þjazi morre.

Mas o destino dos Æsir foi grave com o desaparecimento de Iðunn, e rapidamente eles se
tornaram grisalhos e velhos. Então esses Æsir tomaram conselho junto, e cada um
perguntava ao outro quem tinha sido o último a estar com Iðunn; e o último que tinha sido
visto estado com ela e tinha saído de Ásgarðr era Loki. Logo depois Loki foi agarrado e
trazido para a Þing, e foi ameaçado de morte ou torturas; quando ele ficou bem
amedrontado, ele declarou que ele procuraria Iðunn em Jötunheimr, se Freyja emprestasse a
ele a plumagem de falcão que ela possuía.
E quando ele conseguiu a plumagem de falcão, ele voou ao norte para Jötunheimr, e chega a
um certo dia ao lar de Þjazi, o jötunn. Þjazi estava remando no mar, mas Iðunn estava no lar
sozinha: Loki a transformou em uma noz e agarrou ela em suas garras e voou ao máximo
que pode. Agora Þjazi chego ao lar e Iðunn tinha sumido, ele tomou sua forma de águia e
voou atrás de Loki, fazendo um poderoso som com suas asas em seu vôo com sua
pressa. Mas quando os Æsir viram em que estado o falcão voava com a noz, e onde a águia
estava voando, eles foram para fora de Ásgarðr e colocaram uma pilha de gravetos ali. Tão
logo o falcão voou para a fortaleza, ele se deteve no muro do castelo; então os Æsir atiraram
fogo nos gravetos. Mas a águia não conseguiu parar quando ele perdeu o falcão:as penas da
águia pegaram fogo, e imediatamente seu vôo cessou. Então os Æsir foram para perto e
mataram Þjazi, o jötunn, dentro do Portão dos Æsir, e essa morte é extremamente famosa.
Agora Skaði, a filha de Þjazi, pegou elmo, cota de malha e todas as armas de guerra e
procedeu para Ásgarðr, para vingar seu pai. Os Æsir, porém, ofereceram e compensaram: o
primeiro artigo era que ela deveria escolher para ela um marido entre os Æsir e escolheria
apenas pelo pé, não vendo mais nada deles.
Então ela viu o pé de um homem belo passando, e disse:”Eu escolho esse: em Baldr pouco
pode ser feio”. Mas esse era de Njörðr do Nóatún.
Ela tinha esse artigo também em seu compromisso de reconciliação: que os Æsir deveria
fazer uma coisa que ela pensou que eles não seriam capazes de realizar: fazer ela rir. Então
Loki fez isso: ele amarrou uma corda na barba de um bode, e a outra extremidade seria em
seus próprios órgãos genitais, e cada um puxava em sua direção, e cada um dos dois
berravam alto; então Loki se deixou cair sobre os joelhos de Skaði, e ela riu. Logo após, a
reconciliação foi feita entre ela e a parte dos Æsir.

04-Da Família de Þjazi.

Bragi
Bragi

Assim é dito, que Óðinn fez isso por meio de reparação para Skaði: ele pegou os olhos de Þjazi e os atirou no alto do céu e fez deles duas estrelas.
Então Ægir disse: “Me parece que Þjazi era um homem poderoso, agora de que família ele vem?”
Bragi respondeu: “Seu pai era chamado Ölvaldi e se eu dizer dele para ti, você achará essas coisas maravilhosas. Ele era muito rico em ouro. Mas quando ele morreu e seus filhos vieram para dividir a herança, eles estabeleceram o peso em ouro para dividir e decidiram que cada um levaria tanto quanto consegui-se segurar em uma bocada e todos levariam o mesmo número de bocadas. O primeiro deles foi Þjazi, o segundo Iði ,e o terceiro Gangr. E nós temos isso como uma metáfora entre nós agora, para chamar o ouro de o “conto da boca” desses jötnar; mas nós escondemos isso em termos secretos e na arte poética que nós chamamos de “discurso”, ou “palavra”, ou “conversa”, desses jötnar.”
Então Ægir disse: “Eu creio que oculta bem em termos secretos.”

Essa tradução foi feita por Marcio Alessandro Moreira (Vitki Þórsgoði). Tentei manter-me fiel na tradução e em preservar os nomes originais contidos no poema.® 2009
E-mail:asatruar42@hotmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s