Baldur – Surgimento

Balder (2)SURGIMENTO

Baldur era considerado um deus misterioso, enigmático e pouco se sabe a cerca de seu mito. Ele era filho de Odin e Frigga. Marido de Nanna e pai Forseti. Era amado por praticamente todos.

Baldur constantemente tinha sonhos com sua morte, isto fez com que sua mãe fosse a cada ser existente, e fez com que cada um deles prometesse não fazer mal a seu filho. Porém, Frigga havia se esquecido de um ser, o visco. Loki descobriu e criou uma flecha com a planta. Esta flecha foi utilizada por Hodur, irmão de Baldur, que era cego. Ele foi influenciado por Loki em um dos festivais onde os Deuses se reuniam para atirar flechas em Baldur. Afinal de contas, ele não morria. Mas ao ser atingido pela flecha de visco, Baldur acabou morrendo. Isto causou uma grande tristeza em todos os Deuses.

A pedido de Frigga, o deus Hermond foi até o Hel, tentar trazer Baldur de volta. Hel concordou, mas com a condição que todos em Asgard deveriam chorar a morte do deus branco. Porém uma velha chamada Thokk, recusou-se a chorar e então Baldur não pode regressa a Asgard. Mais tarde os Aesir vieram a descobrir que tudo não passou de um plano arquitetado por Loki, e isto os enfureceu muito, e após várias tentativas eles finalmente conseguiram prender o Deus travesso, e assim ele permaneceu até o Ragnarok, onde se libertará e liderará o exército de gigantes contra os Deuses.

Balder (3)FIGURA MITOLÓGICA E O CULTO

Não há informações sobre um culto organizado ao Baldur, só o que se sabe é que sua importância seria a morte e ressurreição após o Ragnarock para liderar os novos Deuses em uma nova era.

Existem muitas variações dos atributos de Baldur. Alguns o colocam como o Deus da vegetação, outros como o Deus solar, e até como mensageiro da “idade de ouro” que surgirá após a purificação do ragnarok.

REPRESENTAÇÃO
Baldur era representado como sendo um jovem esguio, loiro de olhos azuis, carregando consigo um escudo dourado e irradiava bondade e harmonia a sua volta e era amado por todos os deuses como já dito.

A Baldur estão associados às runas: Wunjo, Raidho, Sowilo, Dagaz.

Seus símbolos são: Luz, brilho, beleza, cavalo, escudo, roda solar, barco, pira funerária, anel.

BIBLIOGRAFIA:
Snorri Sturlson, Prosa Edda escrito por volta de 1200 DC.
Mirella Faur, Mistérios Nórdicos, Editora Pensamento ISBN: 9788531514937
Dicionário da Mitologia Germânica.

Fonte: http://www.espiraistempo.com.br/2012/05/mitologia-nordica-o-deus-baldur-o.html

Anúncios