O MISTERIOSO SENHOR DA GUERRA VIKING DE BIRKA ERA, NA REALIDADE, UMA MULHER

(da página de Waldir Filho)
A tumba de Birka, na Suécia, é o lugar de repouso de um misterioso senhor da guerra viking. Ninguém conhece o nome do personagem, mas seus pertences não deixam dúvidas. Era um guerreiro de alto posto. Agora as análises de DNA não deixam dúvidas sobre outro dado: era uma mulher.

A jazida de Birka data do século X de nossa era e foi descoberta em 1889. Trata-se de um achado muito especial porque poucos vikings mereceram essa honra. Até agora, os arqueólogos tinham suposto que Bj 581, que é o código pelo qual se conhece ao guerreiro enterrado em Birka, era um homem que foi enterrado com sua espada, lança, machado, dois escudos, faca, várias figuras lavradas e dois cavalos de guerra.

No entanto, uma exaustiva análise realizada por pesquisadores das universidades de Estocolmo e Uppsala, na Suécia, chegaram a uma conclusão surpreendente. Bj 581, o misterioso senhor da guerra de Birka, era uma mulher de uns 30 anos no momento de sua morte e cerca de 1,70 m de altura. As análises ósseas e de DNA comprovaram isso.

A cultura popular e séculos de relatos de fantasia épica referem-se às Valquírias, um mito sobre o qual não existem provas. Foram descobertas algumas mulheres vikings enterradas com armas, mas nenhuma líder guerreira. As lendas escandinavas ou Sagas falam de poderosas guerreiras vikings. A saga de Hervör e Heidrek, por exemplo, é uma crônica do século XIII sobre uma guerreira que partiu em busca de uma espada mítica chamada Tyrfing.

A análise de isótopos dos restos achados na tumba de Birka demonstra que Bj 581 viajou muito durante sua vida. As pequenas figuras conservadas junto ao corpo sugerem que ademais ostentou um alto cargo militar, provavelmente no papel de estrategista. No túmulo havia um conjunto completo de peças de tabuleiro para planejar batalhas. A riqueza de sua mortalha indica que foi uma líder respeitada por sua gente.

Estudos ósseos de diferentes restos achados por toda Europa já sugeriam que a sociedade viking era bem mais igualitária do que se crê e que a metade dos guerreiros vikings que assaltavam a Europa provavelmente era de mulheres. Esta é, no entanto, a primeira prova tangível de uma senhora da guerra na sociedade viking.

Fonte: http://www.sciencemag.org/…/dna-proves-fearsome-viking-warr…

Texto retirado daqui: https://www.facebook.com/ensinarhistoriajoelza/posts/2083435781912684

Ilustração
Ilustração mostra a sepultura BJ581, com o esqueleto da guerreira, ornamentos e dois cavalos à esquerda (Foto: Reprodução/American Journal of Physical Anthropology)

 

 

Anúncios

Foolkmoot – Esclarecimentos acerca da Fé Nórdica

Anote na agenda!

II Conferência Brasileira de Runas – A Jornada Rúnica

23 e 24 de Junho no Centro de Convenções do Hotel Estância Pilar – Estrada de Sapopemba, 1100X, Km 3, s/n – Santa Luzia, Ribeirão Pires – SP, 09432-300 apresenta:

Sábado – 24 de Junho – 18h às 19h30 – Foolkmoot – Esclarecimentos acerca da Fé Nórdica***: Conversa a fim de esclarecer conceitos errôneos sobre a fé nórdica e seus adeptos serem neonazistas, homofóbicos, racistas e coisas do gênero e promover uma confraternização entre os pagãos de várias vertentes. Com todos os profissionais do evento e convidados especiais;

*** Devido à importância desse diálogo essa atividade será aberta ao público em geral, porém a capacidade de nosso salão é para 150 pessoas, portanto a preferência será sempre de quem realizar previamente sua inscrição. Ao demais pedimos a colaboração de 1 kilo de ração para cachorro e/ou gato. Tentaremos gravar e/ou transmitir ao vivo em nossa página no facebook para que todos possam participar.

A programação completa do evento você encontra em: https://conferenciaderunas.wixsite.com/conferenciaderunas

Informações através do e-mail: conferenciaderunas@gmail.com

Acompanhe as novidades em nossa fanpage: https://www.facebook.com/conferenciabrasileiraderunas/

Conto com a presença e colaboração dos amigos e colegas heathens, bem como os amigos e colegas celtas, e de outras vertentes a participarem desse debate.

banner

Sobre a 1°Conferência Brasileira de Runas

18527848_1345153402242919_2035914649058860177_nNo último dia 13 de Maio, tivemos um encontro incrível na cidade de Ribeirão Pires/SP. Sob um lindo dia de Sol e céu azul aconteceu a 1° Conferência Brasileira de Runas.

Foram 9 meses de planejamento e com alegria posso dizer que este primeiro encontro foi um sucesso. Tivemos vários nomes do paganismo brasileiro compartilhando conhecimento. Iniciamos com um belo coffe break e em seguida  Francine Dershner dando uma aula de história sobre as runas e os povos do norte, desfazendo alguns enganos e trazendo luz a diversas questões. Bandrui e Liz Elhaz fizeram uma linda abertura com um cântico anglo saxão ao som do tambor. Em seguida Liz falou sobre a magia das runas dentro do seu trabalho com a cosmetologia, abordando encantamentos e terapias. Robson Madredeus falou sobre as runas como chave da consciência, tema importantíssimo para um melhor desempenho das runas usadas na magia e em terapias de reequilíbrio energético.  Complementando esse tema Allan Marante falou sobre O poder da palavra e do som no uso das rúnar e nos ensinou a forma correta de fazer uso dessa ferramenta.

Bandrui nos trouxe como assunto em sua palestra o Seidr, “forma de magia que sabemos ter existido dentro do contexto religioso das culturas nórdicas” em suas palavras, nos contando várias experiências pessoais, e também esclarecendo que Seidr não é sinônimo de Asatru, Vanatru ou Odinismo (algo que concordo totalmente). Mauricio Ferreiraa abrilhantou nosso evento trazendo não uma palestra, mas uma vivência com as runas, fazendo uma leitura coletiva entre todos os convidados, trazendo mensagens importantes do subconsciente coletivo e claro dos deuses das runas.

Wagner Perico falou sobre sua tradição, a wanen. A wanen tem como culto principal a deusa Freyja, também conhecida como Mardoll, porém nosso palestrante deixou claro que isso não significa que eles não gostem de Odin, apenas que Ele não está em seu culto principal. Sobre as runas ele esclareceu que não acreditam, não fazem a leitura invertida das runas e também não usam a runa branca (eu também não uso inversão e a runa branca).

E para fechar tivemos a ilustre presença de Andreas Axikerzus Sahjaza (Lord A) falando sobre seus estudos de Johanes Bureus e as Nobres Runas e também algumas práticas do Círculo Strigoi uma discreta sociedade fundada por ele para o estudo e a prática da Cosmovisão Vampyrica, herdeira do legado Sahjaza iniciado nos anos 70 nos EUA e em seguida o encerramento com os exercícios de STADHAGALDR para harmonização de todos.

Além de palestras tivemos uma feira pagã com excelentes produtos ligados às runas e as práticas pagãs, bem como acessórios e cosméticos, entre outros. Em nossa praça de alimentação delicioso hot dog e risoto, cerveja artesanal e hidromel, que claro não poderia faltar.

Foi um bom dia, de clima amigável e agradável, em um local abençoado pelos deuses no meio da natureza.  Houve troca de conhecimento e interação entre todos, e boa comida, boa bebida, leitura das runas, e claro muita alegria.

Foi um dia incrível, onde tenho certeza, que os deuses das runas sentiram-se honrados e felizes.

Para entender mais sobre o evento e de como surgiu tudo isso sugiro a matéria da querida Sônia Apolinário (curta a página dela):

 https://soniapolinario.wixsite.com/sonia/single-post/2017/05/12/Confer%C3%AAncia-sobre-runas-leva-m%C3%ADsticos-bruxas-e-magos-%C3%A0-cidade-paulista

Para ver fotos:  https://www.facebook.com/media/set/?set=a.1346280452130214.1073741834.1088799307878331&type=1&l=acf9857add

Para acompanhar as novidades:

Facebook: https://www.facebook.com/conferenciabrasileiraderunas/

Instagram: https://www.instagram.com/conferenciaderunas/

Twiiter: https://twitter.com/cb_runas

Informações, sugestões e criticas entre em contato pelo e-mail: conferenciaderunas@gmail.com

E fique ligado que a segunda edição já tem data para acontecer! Será em 23 e 24 de Junho de 2018.

Te vejo por lá!

Ligia Raido