Jornada Rúnica

Segue texto do meu amigo e runemal Robson Madredeus que compartilho e deixo o convite aqui à todos. Eu estou participando, você pode acompanhar no meu instagram e na minha página no facebook.


O tarólogo Igor Freire compartilhou recentemente uma linda jornada com o tarô desenvolvida pela também taróloga Pietra Di chiaro Luna (Nome no FB) que achei muito interessante e resolvi adentrar. Mas como respiro muito mais das runas que o tarô adaptei a técnica para a linguagem rúnica e compartilho com vocês aqui.

Este é um convite para uma jornada de autoconhecimento capaz de promover intimidade consigo mesmo e com as runas. A jornada se dá num período de 24 dias, um para cada runa seguindo a ordem do fhutark antigo. A cada dia uma pergunta que deverá ser respondida com a tiragem de uma única runa. Você deverá separar um jogo de runas para este processo e diariamente retirar uma para responder sua pergunta e meditar sobre a mensagem dela para aquele tema (sugiro anotar tudo). Já havia feito exercícios parecidos com as runas e já fiz meus ciclos pessoais também (meditando diariamente com cada uma), mas este exercício une duas técnicas muito boas de autoconhecimento e afinidade com os sigilos, por isso recomendo.

As perguntas vão nos colocando em contato com pontos preciosos e muitas vezes ignorados do nosso ser, a tirada intuitiva da runa de resposta nos desmascara e ajuda a perceber mais profundamente quem somos, quais nossas defesas, medos e desejos. Parece bobeira mas as vezes é difícil observar honestamente o que estamos refletindo para o mundo, os oráculos são ferramentas que nos auxiliam no autoconhecimento, tirando nossas máscaras. Muitas vezes o cliente senta diante do oráculo cheio de convicções e a cada tirada vai tendo que abrir mão delas, pois o revelado ali pode ser tão profundo que destoa do superficialmente óbvio, este exercício nos ajuda a ir além do superficialmente óbvio.

Abaixo seguem as perguntas na ordem do fhutark e algumas instruções básicas. Quem quiser uma ajuda na tradução das respostas pode mandar um e-mail com suas observações e dúvidas para robsonmadredeus@gmail.com (ou ligiaraido@gmail.com).

  • Separe um jogo de runas que pode ser até feito exclusivamente para isso (em papel por exemplo) e depois descartado (queimado ou enterrado), isso fica a seu critério;

  • As perguntas devem seguir a ordem do futhark (de Fehu a Dagaz como na lista abaixo);

  • Anote em um diário ou livro das sombras sua interpretação de cada resposta;

  • Separe as runas que já foram retiradas;

  • Importante seguir o cliclo de 24 dias, se não puder realmente dar continuidade em um deles anote essa observação e continue de onde parou;

  • Ao final faça um balanço do processo observando a sequência rúnica que se formou e outras nuances que podem ser captadas;

  • Se sentir necessidade peça ajuda de um runemal para interpretar as respostas;

  • Pode se orientar por ciclos lunares, planetários, datas especiais para você etc, fica a seu critério também;

  • Se preferir e achar conveniente pode traçar um objetivo pessoal ou trabalhar uma questão específica (relacionamentos, espiritualidade, objetivo de vida etc);

Relação de perguntas por runa (na ordem do futhark)

  •  Fehu – como cultivo minha riqueza?
  • Uruz – O que me fortalece?

  • Thurisaz – Qual o grande espinho do meu caminho?

  • Ansuz – O que preciso aprender?

  • Raidho – Em que direção estou me movimentando?

  • Kenaz – O que tenho feito para iluminar minha existência?

  • Gebo – Onde preciso me doar?

  • Wunjo – O que me dá prazer?

  • Hagalaz – O que preciso mudar?

  • Nauthiz – Qual minha maior necessidade?

  • Isa – O que deixei cristalizar/esfriar em mim?

  • Jera – O que tenho cultivado?

  • Eihwaz – Onde tenho sido resistente?

  • Perthro – O que eu temo que mude?

  • Algiz – Onde tenho sido vulnerável?

  • Sowilo – Qual meu propósito de alma?

  • Tiwaz – O que estou conquistando?

  • Berkano – O que precisa renascer?

  • Ehwaz – Onde preciso manter o equilíbrio?

  • Mannaz – O qu; e projeto no outro?

  • Laguz – como tenho deixado fluir minha intuição?

  • Ingwaz – Como estou utilizando minha criatividade?

  • Othala – O que o passado me ensinou?

  • Dagaz – O que está desperto em mim?

Mandem um e-mail comentando suas observações e tirando dúvidas. Bons estudos!

Link do post original: http://www.robsonmadredeus.com/reflexes

Anúncios

Regência das Runas para 2017

Esse ano será regido por Saturno, segundo a astrologia entrou em um grande ciclo onde o senhor do tempo regerá por 36 anos, portanto sendo seu primeiro ano de grande importância.

759eb2277b9fd807ef163cb0bdb8662dLigada a Saturno temos Hagalaz

Hagalaz tem a força das energias destrutivas da natureza, do incontrolável.  Rege uma energia da força e da justiça incontrolável de combater tudo que está errado. Muitas vezes agindo como um trator destruindo a todos e tudo o que vierem pela sua frente.

Hagalaz é como a cobrança inesperada de tudo o que omitimos, ignoramos ou deixamos sair do controle, mesmo sabendo que tais atitudes poderiam nos prejudicar, ou prejudicar ao próximo, ou ainda levar-nos as situações difíceis. É o preço pago pelas omissões que temos ciência e fazemos questão de ignorar. Tem a energia de combater o ódio e energias nefastas e prover justiça. Requer aceitação e flexibilidade. Hagalaz é a proteção, a justiça, é o despertar para a vida.  É comparada aos “Olhos de Deus”, se soubermos respeitar e merecer a sua força seremos agraciados e protegidos por ela.

Também teremos a regência de Vênus, um pouco tímida, mas ainda assim influenciando.

a843bed965aab97f320fd9238cb4cf34Ligada a Vênus temos Gebo… (E aqui vejo como uma forma de lidar com Hagalaz/Saturno)

Traz a energia das associações, da convivência, e do amor. Rege solidariedade e a facilidade em obter parcerias. Gebo indica união, duas linhas entrelaçadas se apoiam uma na outra. É a runa do amor, do equilíbrio e da confiança. São duas energias distintas unidas, mas sem perder a identidade. Gebo vem para trazer harmonia em todos os tipos de relacionamentos, promover parcerias.    Amor, solidariedade, compreensão, equilíbrio, receptividade, união, convivência, associação e harmonia.

Meu amigo Robson Madredeus fez uma interpretação um pouco mais intuitiva sobre esse assunto. Seu texto se complementa ao que foi falado aqui, vale a pena conferir.

Segue o link de seu site: http://www.robsonmadredeus.com/notcias/iwy5ucil19/Runas-e-a-astrologia-para-2017