Cobertura da 1a Conferência Brasileira de Runas

Anúncios

Sobre a 1°Conferência Brasileira de Runas

18527848_1345153402242919_2035914649058860177_nNo último dia 13 de Maio, tivemos um encontro incrível na cidade de Ribeirão Pires/SP. Sob um lindo dia de Sol e céu azul aconteceu a 1° Conferência Brasileira de Runas.

Foram 9 meses de planejamento e com alegria posso dizer que este primeiro encontro foi um sucesso. Tivemos vários nomes do paganismo brasileiro compartilhando conhecimento. Iniciamos com um belo coffe break e em seguida  Francine Dershner dando uma aula de história sobre as runas e os povos do norte, desfazendo alguns enganos e trazendo luz a diversas questões. Bandrui e Liz Elhaz fizeram uma linda abertura com um cântico anglo saxão ao som do tambor. Em seguida Liz falou sobre a magia das runas dentro do seu trabalho com a cosmetologia, abordando encantamentos e terapias. Robson Madredeus falou sobre as runas como chave da consciência, tema importantíssimo para um melhor desempenho das runas usadas na magia e em terapias de reequilíbrio energético.  Complementando esse tema Allan Marante falou sobre O poder da palavra e do som no uso das rúnar e nos ensinou a forma correta de fazer uso dessa ferramenta.

Bandrui nos trouxe como assunto em sua palestra o Seidr, “forma de magia que sabemos ter existido dentro do contexto religioso das culturas nórdicas” em suas palavras, nos contando várias experiências pessoais, e também esclarecendo que Seidr não é sinônimo de Asatru, Vanatru ou Odinismo (algo que concordo totalmente). Mauricio Ferreiraa abrilhantou nosso evento trazendo não uma palestra, mas uma vivência com as runas, fazendo uma leitura coletiva entre todos os convidados, trazendo mensagens importantes do subconsciente coletivo e claro dos deuses das runas.

Wagner Perico falou sobre sua tradição, a wanen. A wanen tem como culto principal a deusa Freyja, também conhecida como Mardoll, porém nosso palestrante deixou claro que isso não significa que eles não gostem de Odin, apenas que Ele não está em seu culto principal. Sobre as runas ele esclareceu que não acreditam, não fazem a leitura invertida das runas e também não usam a runa branca (eu também não uso inversão e a runa branca).

E para fechar tivemos a ilustre presença de Andreas Axikerzus Sahjaza (Lord A) falando sobre seus estudos de Johanes Bureus e as Nobres Runas e também algumas práticas do Círculo Strigoi uma discreta sociedade fundada por ele para o estudo e a prática da Cosmovisão Vampyrica, herdeira do legado Sahjaza iniciado nos anos 70 nos EUA e em seguida o encerramento com os exercícios de STADHAGALDR para harmonização de todos.

Além de palestras tivemos uma feira pagã com excelentes produtos ligados às runas e as práticas pagãs, bem como acessórios e cosméticos, entre outros. Em nossa praça de alimentação delicioso hot dog e risoto, cerveja artesanal e hidromel, que claro não poderia faltar.

Foi um bom dia, de clima amigável e agradável, em um local abençoado pelos deuses no meio da natureza.  Houve troca de conhecimento e interação entre todos, e boa comida, boa bebida, leitura das runas, e claro muita alegria.

Foi um dia incrível, onde tenho certeza, que os deuses das runas sentiram-se honrados e felizes.

Para entender mais sobre o evento e de como surgiu tudo isso sugiro a matéria da querida Sônia Apolinário (curta a página dela):

 https://soniapolinario.wixsite.com/sonia/single-post/2017/05/12/Confer%C3%AAncia-sobre-runas-leva-m%C3%ADsticos-bruxas-e-magos-%C3%A0-cidade-paulista

Para ver fotos:  https://www.facebook.com/media/set/?set=a.1346280452130214.1073741834.1088799307878331&type=1&l=acf9857add

Para acompanhar as novidades:

Facebook: https://www.facebook.com/conferenciabrasileiraderunas/

Instagram: https://www.instagram.com/conferenciaderunas/

Twiiter: https://twitter.com/cb_runas

Informações, sugestões e criticas entre em contato pelo e-mail: conferenciaderunas@gmail.com

E fique ligado que a segunda edição já tem data para acontecer! Será em 23 e 24 de Junho de 2018.

Te vejo por lá!

Ligia Raido

Jornada Rúnica -vida amorosa

images

Segue mais uma etapa da jornada rúnica, dessa vez trataremos de assuntos relacionados a nossa vida amorosa, o objetivo é o auto conhecimento identificando pontos fortes e pontos a melhorar, entendendo ciclos, comportamentos, etc..

Você pode acompanhar minha jornada em minha conta do instagram. Para dúvidas e compartilhar sua jornada você pode entrar em contato comigo pelo e-mail: ligiaraido@gmail.com

Sugestões de #hasttag:

#conferenciabrasileiraderunas #jornadarunica #conferenciaderunas #runas2017 #cbr17 #cbr2017 #vidaamorosa #jornadarunicavidaamorosa



A Jornada Rúnica é um ciclo de auto conhecimento inspirado nos estudos da taróloga Pietra Di chiaro Luna e transcrito para a linguagem rúnica. Claro que eu trouxe uma nova linguagem e abordagens específicas de acordo com a semântica nórdico-rúnica. Na primeira Jornada divulgada a ideia era uma visão do todo com questões que nos fazem refletir nossa postura diante da vida e do “espelho”(vulgo: mundo). Divulguei no grupo “Runagaldr – sintonização com runas” toda a jorna e minhas considerações sobre o processo, avaliando os aspectos de sombra com base em ângulos na mandala criada a partir das runas retiradas nesta jornada de 24 dias (você pode conferir lá no FB). Pretendo afinar esse estudo em uma linguagem mais clara e abrangente e postar aqui no site para os estudiosos de plantão (sem previsão para isso ainda, infelizmente).

Agora que já tivemos uma visão geral podemos especificar nossa jornada seguindo  por caminhos ainda mais específicos e esmiuçando as melhores trilhas para a auto realização. Ao longo dos próximos meses postarei novas jornadas com perguntas voltadas para questões mais específicas como: vida amorosa, financeira, espiritual etc. A estrutura é a mesma apenas com algumas alterações nas perguntas que estão mais direcionadas ao tema em questão.

Neste mês vamos avaliar nossa vida amorosa, se você está solteiro(a), namorando ou já casou, não faz diferença, neste percurso rúnico você poderá avaliar seus padrões, medos, pontos fortes e fracos. Casais podem fazer juntos e assim clarear a relação (Neste caso recomendo que cada um faça a sua individualmente e depois uma referente à relação). A partir deste estudo pessoal fica mais fácil até mesmo desenvolver um trabalho energético de alinhamento do Orlog com base nas condições energéticas identificadas (no entanto isso é um papo mais longo e complexo).

O processo é o mesmo: você separa um jogo de runas que podem ser desenhadas em papel, especificamente para isso. Ao longo de 24 dias a cada dia você lê a pergunta e tira uma runa que irá responde-la (separando as que já foram sorteadas). Medita sobre sua resposta e anota todas as informações e insights que surgirem. Depois de concluída a jornada você avalia a sequência rúnica como uma leitura da sua vida amorosa naquele momento e pode avaliar outros aspectos que lhe parecerem relevantes.

 Nos meus cursos estaremos aplicando uma prática complementar a jornada que seria um “tratamento” dos pontos em desarmonia, infelizmente não posso expor aqui ainda por requererem um estudo mais aprofundado e necessitarem de uma ritualística para tal. No entanto essa jornada já será de grande ajuda para entender porque determinados temas vêm se repetindo em sua vida e de vez em quando lhe dar aquele “tapa rúnico de luva” para lhe ajudar a perceber o que você vem tentando negar a tanto tempo, não é mesmo?

Para quem já segue a tradição nórdica uma sugestão é ao iniciar a jornada acender três velas para as Nornas e uma para Freya ou Frigga pedindo orientações sobre sua vida amorosa.

Estarei divulgando as considerações desta Jornada no Facebook para exemplificar, entrem lá no grupo “Runagaldr – sintonização com runas”.

Desejo uma boa jornada para você e espero que me mande um email (robsonmadredeus@gmail.com) contando sua experiência e tirando dúvidas.

Relação de perguntas por runa (na ordem do futhark)

  • Fehu – O que valorizo nas relações?

  • Uruz – O que me fortalece?

  • Thurisaz – Qual o grande espinho da minha vida amorosa?

  • Ansuz – O que preciso aprender?

  • Raidho – Em que direção estou me movimentando?

  • Kenaz – O que tenho feito para iluminar minha vida amorosa?

  • Gebo – Onde preciso me doar?

  • Wunjo – O que me dá prazer?

  • Hagalaz – O que preciso mudar?

  • Nauthiz – Qual minha maior necessidade?

  • Isa – Como preservo minha individualidade?

  • Jera – Que padrões estão se repetindo?

  • Eihwaz – Onde tenho sido resistente?

  • Perthro – O que está se abrindo neste momento?

  • Algiz – Como tenho cultivado a lealdade?

  • Sowilo – Onde tenho sido realizado?

  • Tiwaz – O que sacrifico em nome da relação?

  • Berkano – O que precisa renascer (compromissados)? Quais as novas oportunidades que me surgem (solteiros)?

  • Ehwaz – Onde preciso manter o equilíbrio?

  • Mannaz – O que projeto no outro?

  • Laguz – como tenho deixado fluir minhas relações?

  • Ingwaz – Como estou utilizando minha sexualidade?

  • Othala – O que o passado me ensinou?

  • Dagaz – O que estou transmutando ainda?

http://www.robsonmadredeus.com/notcias/iz8ftuj619/Jornada-R%C3%BAnica-vida-amorosa

Jornada Rúnica

Segue texto do meu amigo e runemal Robson Madredeus que compartilho e deixo o convite aqui à todos. Eu estou participando, você pode acompanhar no meu instagram e na minha página no facebook.


O tarólogo Igor Freire compartilhou recentemente uma linda jornada com o tarô desenvolvida pela também taróloga Pietra Di chiaro Luna (Nome no FB) que achei muito interessante e resolvi adentrar. Mas como respiro muito mais das runas que o tarô adaptei a técnica para a linguagem rúnica e compartilho com vocês aqui.

Este é um convite para uma jornada de autoconhecimento capaz de promover intimidade consigo mesmo e com as runas. A jornada se dá num período de 24 dias, um para cada runa seguindo a ordem do fhutark antigo. A cada dia uma pergunta que deverá ser respondida com a tiragem de uma única runa. Você deverá separar um jogo de runas para este processo e diariamente retirar uma para responder sua pergunta e meditar sobre a mensagem dela para aquele tema (sugiro anotar tudo). Já havia feito exercícios parecidos com as runas e já fiz meus ciclos pessoais também (meditando diariamente com cada uma), mas este exercício une duas técnicas muito boas de autoconhecimento e afinidade com os sigilos, por isso recomendo.

As perguntas vão nos colocando em contato com pontos preciosos e muitas vezes ignorados do nosso ser, a tirada intuitiva da runa de resposta nos desmascara e ajuda a perceber mais profundamente quem somos, quais nossas defesas, medos e desejos. Parece bobeira mas as vezes é difícil observar honestamente o que estamos refletindo para o mundo, os oráculos são ferramentas que nos auxiliam no autoconhecimento, tirando nossas máscaras. Muitas vezes o cliente senta diante do oráculo cheio de convicções e a cada tirada vai tendo que abrir mão delas, pois o revelado ali pode ser tão profundo que destoa do superficialmente óbvio, este exercício nos ajuda a ir além do superficialmente óbvio.

Abaixo seguem as perguntas na ordem do fhutark e algumas instruções básicas. Quem quiser uma ajuda na tradução das respostas pode mandar um e-mail com suas observações e dúvidas para robsonmadredeus@gmail.com (ou ligiaraido@gmail.com).

  • Separe um jogo de runas que pode ser até feito exclusivamente para isso (em papel por exemplo) e depois descartado (queimado ou enterrado), isso fica a seu critério;

  • As perguntas devem seguir a ordem do futhark (de Fehu a Dagaz como na lista abaixo);

  • Anote em um diário ou livro das sombras sua interpretação de cada resposta;

  • Separe as runas que já foram retiradas;

  • Importante seguir o cliclo de 24 dias, se não puder realmente dar continuidade em um deles anote essa observação e continue de onde parou;

  • Ao final faça um balanço do processo observando a sequência rúnica que se formou e outras nuances que podem ser captadas;

  • Se sentir necessidade peça ajuda de um runemal para interpretar as respostas;

  • Pode se orientar por ciclos lunares, planetários, datas especiais para você etc, fica a seu critério também;

  • Se preferir e achar conveniente pode traçar um objetivo pessoal ou trabalhar uma questão específica (relacionamentos, espiritualidade, objetivo de vida etc);

Relação de perguntas por runa (na ordem do futhark)

  •  Fehu – como cultivo minha riqueza?
  • Uruz – O que me fortalece?

  • Thurisaz – Qual o grande espinho do meu caminho?

  • Ansuz – O que preciso aprender?

  • Raidho – Em que direção estou me movimentando?

  • Kenaz – O que tenho feito para iluminar minha existência?

  • Gebo – Onde preciso me doar?

  • Wunjo – O que me dá prazer?

  • Hagalaz – O que preciso mudar?

  • Nauthiz – Qual minha maior necessidade?

  • Isa – O que deixei cristalizar/esfriar em mim?

  • Jera – O que tenho cultivado?

  • Eihwaz – Onde tenho sido resistente?

  • Perthro – O que eu temo que mude?

  • Algiz – Onde tenho sido vulnerável?

  • Sowilo – Qual meu propósito de alma?

  • Tiwaz – O que estou conquistando?

  • Berkano – O que precisa renascer?

  • Ehwaz – Onde preciso manter o equilíbrio?

  • Mannaz – O qu; e projeto no outro?

  • Laguz – como tenho deixado fluir minha intuição?

  • Ingwaz – Como estou utilizando minha criatividade?

  • Othala – O que o passado me ensinou?

  • Dagaz – O que está desperto em mim?

Mandem um e-mail comentando suas observações e tirando dúvidas. Bons estudos!

Link do post original: http://www.robsonmadredeus.com/reflexes